26 de mar de 2009

8,2 segundos !

Eu sempre achei que me apaixonava muito rápido e agora o cientistas comprovam que isso é um característica masculina. Vejam essa notícia:
Homens levam 8,2 segundos para se apaixonar, dizem cientistas

Bastam 8,2 segundos para um homem ficar apaixonado, segundo cientistas reportaram ao periódico "Archives of Sexual Behaviour". As informações são do jornal britânico "Daily Telegraph". Em um experimento com câmeras escondidas, pesquisadores analisaram o movimento dos olhos de 115 estudantes, enquanto eles conversavam com atores e atrizes. Depois disso, os voluntários tinham que dar uma nota para cada pessoa com quem tinham falado. Os homens olharam para as atrizes que eles consideraram mais bonitas por uma média de 8,2 segundos. Para as menos atraentes, o olhar durava apenas 4,5 segundos. Já entre as mulheres não houve essa variação. Ou seja, elas olharam da mesma maneira para os homens que consideraram mais e menos atraentes. De acordo com o jornal, pesquisadores acreditam que homens usam o contato visual para procurar parceiras potencialmente férteis, enquanto as mulheres são mais prudentes no olhar, talvez pelo receio de se tornar mães solteiras.
E a pesquisa ainda tem outra descoberta, já muito tempo afirmada por muita mulheres, nós homens somos animais assim como o cavalo do seu marido, o cachorro do seu namorado, com o galinha do amigo...rsrs
Bjus
VM

25 de mar de 2009

Confissões de um pós-adolecente

Não lembro de ter assistido nenhum episódio da famosa série, mas hoje no auge dos meus 22 anos percebo que a minha adolescência não foi cheia de experiências diferentes mas mesmo assim acho que foi muito bem aproveitada e hoje me vejo muito melhor do que antes...

Momentos que fizeram diferenças durante esse período:

1. Mudança para São Paulo:
Como vocês podem ler no meu perfil, eu cresci em Goiás, mais precisamente em Minaçu, em um dado momento minha mãe resolveu que a vida lá não ia muito bem e que viria para São Paulo. Para mim isso significava deixar todas as minha raízes, amigos de infância, família e tudo mais que tem valor para mim até hoje. Foi duro chegar em um lugar novo, com poucas referências de amizade, com um viver muito mais confuso que aquele de um cidadizinha do interior de Goiás. Isso me levou a uma depressão, que consegui me livrar depois de perceber que apesar dos pesares eu tinha que encarar com um adulto (que eu não era) que aquilo ia ser muito melhor para minha vida. E foi!

2. Voltar a conviver com meu pai:
Novo detalhe que vocês não sabiam, cresci sem meu pai por perto, separados desde de muito cedo meu pai e minha mãe não se davam bem (e ainda hj não se dão), isso me fez crescer sem um referencial masculino dentro de casa. Isso foi suprido pelo meu avô, mas ele era meu avô e não pai então é diferente, mas ainda sim tenho muito dele e tenho muito orgulho disso. Conviver com meu pai acrescentou um lado que eu não tinha no meu carater, o lado paterno que qualquer homem tem mesmo não sendo pai. Passei a ver meu pai com outros olhos, outras palavras, novos sentimentos, novidades que me ajudaram a me adaptar ao mundo novo que eu estava entrando.


3. As novas amizades feitas:
Sim! Elas me ajudaram muito. As da escola que me ajudaram a enfrentar vários desafios, os preconceitos que outras pessoas que me viam com um diferente já que eu era de estado diferente, com hábitos diferentes, ou seja, um estranho no ninho... Digo isso porque eu nunca me dei muito bem com homens não gostava dos assuntos deles, das coisa deles, de como eles levavam a vida dentro e fora da escola, de como lidavam com as meninas, de como eles eram machistas apesar da pouca idade. Essas minhas diferenças levavam eles me tacharem com homossexual (para ser gentil) e a me excluir em diversos momentos, na minha cabeça isso era bem resolvido e com o apoio das minhas amizades (amigas) tudo foi bem simples.

4. Fazer parte de grupos diferentes
Isso porque eu frequentava vários grupos de pessoas diferentes: uma na escola, um na igreja um no trabalho (comecei com 16 anos). Cada um com pessoas que pensavam diferente e me faziam refletir sobre cada uma das coisa que eu via. Da escola eu já contei. Na igreja me faziam refletir sobre os assuntos do dia-a-dia com olhar da doutrina que sigo, sem ser fundamentalista e sempre ponderando cada ponto apresentado. Essa experiência do pensar me fez ser um pessoa muito melhor e mais segura no que faço. Além disso, como passei a trabalhar dentro de um grupo nessa igreja eu desenvolvi um outro lado, meu lado mais falante pois até então eu era quase um coco verde de tão tímido. E no trabalho eu exercitava esse lado e descobria que as pessoas não são bichos-papão e não mordem, além de ter certeza que ser nutricionista era o meu destino, já que eu trabalhava com TI e não gostava nada, nada.


5. Entrar para a faculdade
Esse foi o passo mais feliz da minha adolescência, digo adolescência pq descobrir que ia fazer nutrição, em uma das melhores particulares de São Paulo, e o melhor de graça, com 17 anos. Isso na minha cabeça me elevava a um ponto que eu jamais pensaria em chegar. Isso comprovava para mim que Deus estava do meu lado, que eu era sim CDF e daí, e que minha vida estava apenas começando e ia ser muito bom vive-lá.


Hoje com 22 vivo a minha vida muito feliz, em uma cidade muito lôca que pode me deixar louco mas e daí
VM

23 de mar de 2009

Valor das pequenas coisas

Recebi esse texto por e-mail, talvez vocês já tenham recebido também, mas gostei dele porque complementa o meu último post, sobre os pequenos gestos que podem valer muito...

Gestão do fósforo

Um homem estava dirigindo há horas e, cansado da estrada, resolveu procurar um hotel ou uma pousada para descansar. Em poucos minutos, avistou um letreiro luminoso com o nome: Hotel Venetia. Quando chegou à recepção, o hall do hotel estava iluminado com luz suave. Atrás do balcão, uma moça de rosto alegre o saudou amavelmente 'Bem-vindo ao Venetia!'. Três minutos após essa saudação, o hóspede já se encontrava confortavelmente instalado no seu quarto e impressionado com os procedimentos: tudo muito rápido e prático.

No quarto, uma discreta opulência; uma cama, impecavelmente limpa,uma lareira, um fósforo apropriado em posição perfeitamente alinhada sobre a lareira, para ser riscado. Era demais! Aquele homem que queria um quarto apenas para passar a noite começou a pensar que estava com sorte. Mudou de roupa para o jantar (a moça da recepção fizera o pedido no momento do registro).

A refeição foi tão deliciosa, como tudo o que tinha experimentado, naquele local, até então. Assinou a conta e retornou para quarto. Fazia frio e ele estava ansioso pelo fogo da lareira. Qual não foi a sua surpresa! Alguém havia se antecipado a ele, pois havia um lindo fogo crepitante na lareira. A cama estava preparada, os travesseiros arrumados e uma bala de menta sobre cada um... Que noite agradável aquela!

Na manhã seguinte, o hóspede acordou com um estranho borbulhar,vindo do banheiro. Saiu da cama para investigar. Simplesmente uma cafeteira ligada por um timer automático, estava preparando o seu café e, junto um cartão que dizia: 'Sua marca predileta de café. Bom apetite!' Era mesmo! Como eles podiam saber desse detalhe? De repente, lembrou-se: no jantar perguntaram qual a sua marca preferida de café. Em seguida, ele ouve um leve toque na porta. Ao abrir, havia um jornal.'Mas, como pode?! É o meu jornal! Como eles adivinharam?' Mais uma vez, lembrou-se de quando se registrou: a recepcionista havia perguntado qual jornal ele preferia.

O cliente deixou o hotel encantando. Feliz pela sorte de ter ficado num lugar tão acolhedor. Mas, o que esse hotel fizera mesmo de especial? Apenas ofereceram um fósforo, uma bala de menta, uma xícara de café e um jornal.

Esta mensagem vale nossas relações pessoais (namoro,amizade, família, casamento) enfim pensar no outro como ser humano é sempre uma satisfação para quem doa e para quem recebe. Seremos muito mais felizes, pois a verdadeira felicidade está nos gestos mais simples de nosso dia-a-dia que na maioria das vezes passam despercebidos.



Até e Viva o valor das pequenas coisa
VM

10 de mar de 2009

Clichês

Pois bem...Não consegui postar no dia 8, então posto hoje. Finjam que hoje é 8/03/2009, ok?

Hoje é o dia internacional do clichê de data comemorativa... Hoje é o dia em que todas os programas da tv vão ter um espaço para discutir as conquistas das mulheres, o cotidiano das mulheres, os sentimentos das mulheres ou toda a pauta hoje vai ter o assunto "Mulher" no meio. Justo? Sim, se isso não acontece só porque é uma data comemorativa, porque tente ver ao longo do ano quantas vezes esse tema vai voltar a tona.

Todo o dia a mulher deveria ser lembrada com ser sagrado que é todo dia ela merecia receber elogios, presentes, agradecimentos e carinhos em geral, e não apenas mais uma data com apelo comercial.

Além desse clichê das mídias ainda há aqueles clichês sociais:

- Flores que não se repetiram (exceto para o caso de você ser mãe)
- Refeição com aquela justificativa "hoje vocês não precisa fazer nada"
- Presentes batidos (maquiagem que você não precisa, perfumes que você tem estoque, modelos de roupa que nem tem mais espaço para guardar, etc)

Definitivamente nesses momentos eu me envergonho com nós homens, sempre previsíveis! Não que hoje vocês não mereçam tudo e mais um pouco, mas vamos combinar clichê é intolerável. Forçam vocês a vestir a máscara de submissa e aceitar afinal "Hoje é o dia da mulher, querida!!!" AFFF...

Eu como bom aquariano, odeio o comum e o previsível e adoro a reação de vocês quando pegamos (no bom sentido) vocês de surpresa. Por isso homens que passam por aqui sejam mais criativos e menos práticos, porque aquele buquê do cara do sinal pode ter um impacto menor que uma bela rosa de papel feita à mão por você (rosa essa que você levou dias treinando com aquele japa do trabalho que sabe fazer origami).

O recado de hoje para os homens é:
Mulher esperta não aceita qualquer coisa não, dê o seu melhor!



Até mais
VM

5 de mar de 2009

Facetas

Hoje resolvi postar um texto pq tô meio sem inspiração (leia-se preguiça), achei ele legal por resaltar o quão multifacetadas vocês são e também o grande dever vocês e eu (por que não?) temos...

Mulher
por Ilsa da Luz Barbosa

Você que busca no dia a dia sua independência, sua liberdade, sua identidade própria;

Você que luta profissional e emocionalmente, para ser valorizada e compreendida;

Você que a cada momento tenta ser acompanheira, a amiga, a "rainha do lar";

Você que batalha incansavelmente por seus próprios direitos e também por um mundo mais justo e por uma sociedade sem violências;

Você que resiste aos sarcasmos daqueles que a chamam de, pejorativamente, de feminista liberal e que já ocupa um espaço na fábrica, na escola, na empresa e na política;

Você, eu, nós que temos a capacidade degerar outro ser, temos também o dever de gerar alternativas para que a nossa Ação Criadora, realmente ajude outras mulheres a conquistarem a liberdade de Ser...
Até amanhã
VM
PS: Agora falta 3 dias...

4 de mar de 2009

Essa é mais uma das músicas que retratam muito o que sinto...Espero que goste.




PS: Falta 4 dias para o grande dia dedicado a vocês

3 de mar de 2009

Infinito


Infinitos são os seus segredos, mas também infinitas são as minhas inspirações quando olho para vocês, musas do olhar para o infinito mar.
Assim como sereias seduzindo os marinheiros, vocês me seduzem, me tragam para o mais profundo transe. E é nesse momento que vejo quão infinito podem ser os seus desejos de amar, de voar e de sonhar.
Porque é nesse momento que vejo que vocês não querem um amor cego e doentio, vocês querem apenas Amar sem cobrança e sem segredos. E assim como vejo esse belo desejo, eu também o sinto o vento do bater de asas da Liberdade, não aquela que nos aprisiona em vícios, mas aquela que nos dá o direito de escolha, o direito mudar mesmo que o futuro seja incerto...
E são essas incertezas que alimenta o grande senhor do desejos: Os Sonhos. É ele, com todo o seu poder de movimentar até mesmo a mais inerte pedra, que ordena que a Liberdade bata a suas asas e voe, voe buscando o sinto da vida, voe buscando a real felicidade, voe buscando o Amor.
E quando volto do transe, é que noto que não há segredo algum em seu viver. Há apenas desejos infinitos, pois é isso que se levanta quando o vento da Liberdade batem no chão. Assim como incontáveis são os grão de poeira, incontáveis são os seus desejos.
Que essa semana seja repleta de desejos realizados para todos "Vocês, Mulheres".

VM
PS: Faltam 5 dias para o seu dia...